potenciostato

LABITECC amplia suas Perspectivas de Pesquisa no Campo da Corrosão de Armaduras no Concreto

Por Equipe Labitecc 00. Criada em 01/10/19 11:34. Atualizada em 01/10/19 11:38.

Tendo em vista a importância da análise eletroquímica e dos estudos de corrosão, o LABITECC, recebeu da empresa Interprise (São Paulo) um treinamento sobre técnicas eletroquímicas e sobre o uso do Potenciostato.

Esta ação ocorreu no dia 25 de setembro de 2019, tendo envolvido docentes, técnicos e alunos da EECA/UFG.

Para o LABITECC, é de grande importância a implantação dessa infraestrutura de pesquisa no campo da corrosão metálica (mediante o uso do potenciostato), devido aos métodos eletroquímicos terem alta sensibilidade, rapidez e caráter não destrutivo. Ela capacitará estudos avançados na linha da corrosão das armaduras em concreto, ampliando as perspectivas de pesquisas e da produção do conhecimento aos níveis do mestrado e do doutorado no PPG-GECON/EECA/UFG.

O treinamento teve como propósito a instrução aos usuários para o correto manuseio do potenciostato, bem como a introdução de análises eletroquímicas e de definições de parâmetros para cada item a ser analisado. Também envolveu tratamentos de dados, gerados por diversas técnicas eletroquímicas voltadas aos estudos de corrosão, com a utilização do software Electrochemical. O potenciostato adquirido é o modelo mais avançado (Parstat 4000A) da marca PAR – Princeton Applied Research, um dos mais sofisticados equipamentos do ramo no mundo.

potenciostato   potenciosatato_2